Arquivo | Bebês RSS feed for this section

Post Especial* para o Blog Mamãe Mulher: “Alerta para mamães e papais”

6 mar

Hoje o post é especial para o blog *Mamãe Mulher* da minha amiga linda Renata Brião Maragno 🙂 . Vim relatar minha experiência com a minha filha Alice, que completou 01 aninho dia treze de fevereiro, e depois da nossa viagem em comemoração ao seu aniversário, ela nos deu um baita susto!

Vou contar como tudo aconteceu:

Um dia depois de chegar de viagem,  almoçando na sala (eu costumo deixar a Alice sentada no carrinho, senão ela não come direito e só fica fazendo bagunça…rs). Fui dando comidinha pra ela, tudo normal até aquele momento… “Do nada” a Alice começa a chorar um pouquinho e ficar bem manhosa, como ela é muiiito boazinha e sempre chora por algum motivo eu já comecei a ficar preocupada… Foi quando eu vi um caroço bem alto na perna dela rosado, e eu chamei o pai dela pra ver (mas ela em nenhum momento coçou ou mexeu nesse caroço) e observando a perninha dela, tão rapidamente o caroço ficou mais vermelho e apareceram vários ao mesmo tempo… Nas duas pernas e na sola dos pés. Vocês não imaginam o meu desespero! Eu tremia e chorava, ao mesmo tempo tentando me controlar, pra não passar o desespero para a Alice. Peguei ela muito rápido do carrinho, troquei ela e corri para o hospital com meu esposo (saí toda descabelada e mal arrumada, nessas horas a gente nem liga pra isso, né?!). Na minha cabeça rolava mil coisas (eu imaginava que ela tinha pegado alguma doença em Foz durante a viagem, pois eu ainda não tinha levado ela pra tomar a vacina de 1 aninho, de sarampo, caxumba e rubéola, pois quando saímos de viagem ela ainda não tinha feito aniversário, ou que também podia ser alergia a algum alimento, minha imaginação costuma ficar super fértil na hora do desespero).

Chegando no hospital o médico olhou e disse que provavelmente era alergia a picada de inseto, e perguntou se ela tinha sido picada por mosquito (disse que não, e que outras vezes ela já tinha sido picada por mosquito e que nunca ficou assim). Ele então descartou e disse que provavelmente seria picadas de formigas (pelo formato da lesão e por estar apenas nas pernas e pés), aproveitou pra dar uma bronca na mãe aqui… Aff! Ninguém merece! Em meio ao desespero escutar uma gracinha também! Os médicos sempre acham que é culpa da mãe? É claro que eu não fiquei quieta, né?! A gente ainda é obrigada a passar mais stress…

Depois de examinar e apertar os caroços, ele passou uma injeção (aiiii só de lembrar me dói o coração, a Alice chorou por quase meia hora e até dormiu de tão cansada que ficou). Ela ficou em observação por mais de uma hora (ficamos quase a tarde toda no hospital, meu esposo ficou desesperado também achando que ela ia ficar internada), quando levamos novamente para o médico examinar, ela não tinha melhorado nadinha, mas também não piorou, e para o médico foi um bom sinal, então ele resolveu dar alta pra ela e passar um remédio (antialérgico) para tomar durante cinco dias e uma pomada para passar no local por sete dias. Falou que em três dias ela ficaria boa (e realmente ficou 🙂 ) e que era para tomarmos cuidado pois uma picadinha e outra não dá quase estrago nenhum, mas várias poderia fechar a garganta dela. Eu fiquei inconformada dela ter sido picada por formiga! Que raivaaa! Chegando em casa revirei a sala e o carrinho dela, limpei tudo e não achei nenhuma pra me vingar! Mas como em casa de vez em quando aparece aquelas formiguinhas bem miudinhas e “louquinhas” (eu chamo assim porque elas ficam correndo bem rapidinho) e agora que eu sei que elas também picam, o cuidado está sendo redobrado! Estamos passando o veneno próprio (como já era costume), mas agora mais vezes! Extermínio total!!! rs

Olha a ironia do destino:

Fomos para Foz do Iguaçu, no meio da mata e de toda aquela natureza maravilhosa e não aconteceu absolutamente nadaaaa (ainda bem 🙂 , o Pai Celestial cuidou dela), nós também lotamos ela de repelente, mas por incrível que pareça lá não vinha mosquitos e formigas em cima da gente, o que vinha mesmo era borboletas! A Alice também já foi picada por mosquito em outras ocasiões e nunca ficou mal… Ela nunca teve alergia a nenhum tipo de alimento também… Mas, quando a gente menos espera, algo pode acontecer! Então este post é um alerta para as mamães e papais! Atenção e cuidado nunca é demais! E mesmo fazendo tudoooo o que podemos, ainda assim acontece esses imprevistos, então não se torturem também!

Ser mãe e pai é maravilhoso, é um aprendizado a cada dia!

E é pura emoção também!

Eu até pensei em tirar fotos de como ela ficou tadinha, mas depois desisti e resolvi só cuidar dela e dar muiiito carinho! Ela ficou vários dias muiiito caidinha e chorona… Mas ainda bem que passou! Não tem nada melhor do que ver a minha fofuxa fazendo arte de novo, daí dá pra saber que ela está 100% hehe 🙂 .

Peguei algumas imagens no Google para dar uma noção pra vocês de como ela ficou:

111

fique-atenta-com-as-picadas-de-insetos2

Estas fotos foram as mais “parecidas” que eu achei… Os caroços eram grandinhos assim… E tinha por volta de dez caroços (alguns  caroços  se juntaram aos outros  devido ao inchaço e não dava pra contar direito). E ela tão branquinha! Imaginem…

Tem um site (Baby Center) que eu me cadastrei quando estava grávida da Alice e eu fiz todo o acompanhamento da gestação, e eu gostei muiiito pois batia tudo certinho… E eu fui lá pesquisar sobre picadas de insetos, e olha o que eu encontrei:

É comum as crianças serem alvo de mordidas de insetos. Os mais comuns são os pernilongos, borrachudos, pulgas e formigas. Algumas picadas são piores que outras, como as de vespas, marimbondos e abelhas. Elas doem mais e demoram mais para sarar.

Também não é raro que as crianças apresentem algum tipo de reação alérgica às picadas. Nas reações menos graves, o que acontece é que surgem novas “picadas” pelo corpo, mesmo em lugares onde o inseto não atacou, e elas podem ficar vermelhas, inchadas e coçando bastante.  (foi o que aconteceu com a Alice)

Essas “novas picadas” têm um nome técnico bem estranho, estrófulo, e o fenômeno é muito frequente nos primeiros três anos de idade. 

Em casos bem mais raros, pode haver uma grave reação alérgica a determinados tipos de insetos, como abelhas, vespas ou até formigas. É a chamada reação anafilática, que pode até ser fatal. Fique atenta aos sinais de alerta e, se seu filho apresentar qualquer um deles, leve-o imediatamente ao hospital ou peça socorro médico: 

  • chiadeira no peito
  • lábios, língua e interior da boca inchados. O inchaço da garganta pode dificultar a respiração
  • coração acelerado
  • pele fria e úmida
  • desmaio
  • enjoo e vômitos

* Para ver a matéria completa clique AQUI!

Espero que este post tenha ajudado de alguma forma vocês mamães e papais (e futuros também) 🙂 .

Foi um grande prazer poder participar do Blog Mamãe Mulher (clique aqui para conhecer o blog) da minha amiga Renata, ela é um amor de pessoa, super simpática e inteligente e lá no “seu cantinho” tem várias dicas maravilhosas, não consigo ficar muito tempo sem visitar, eu sinto falta, sabe?! E a gente só sente falta daquilo que é realmente BOM! Então eu SUPER INDICO para vocês queridos leitores!

Um beijão no S2 de todos!!!

Tati 😉

Massagem para bebês

7 set

Quem gosta de massagem aí levanta a mão \o/ \o/ \o/

Uma massagem bem feita , é tudo de BOM né?!

E os nossos fofuxos não podem ficar de fora dessa!

Acreditem, a massagem é ótima para os bebês, relaxa, ajuda a preparar um soninho gostoso, além de aproximar mamãe e bebê, fortalecer o vínculo e o amor 🙂

Eu faço massagem na Alice desde o seu primeiro mês de vida e ela amaaaa 🙂 É um momento tão gostoso, tão nosso… É PURO AMOR!!!

A massagem para os bebês é conhecida pelo nome ” Shantala” (massagem milenar, que mães indianas fazem em seus bebês). Eu já tinha ouvido falar muiiito sobre essa massagem, e quando estava grávida procurei aprender… E foi bem fácil mamães! No youtube tem um vídeo que mostra direitinho a técnica, vou deixar aqui abaixo:

No kit da natura (mala e todos os produtos mamãe e bebê) vem um livro com o passo a passo dessa massagem… Eu ganhei da minha tia, e simplesmente ameiii 🙂

Dicas:

  • Na hora da massagem retire todos os anéis e higienize bem as mãos (de preferência mantenha as unhas curtas);
  • Não faça massagem se você estiver estressada (você deve passar tranquilidade e amor);
  • Faça movimentos leves, tranquilos e respeite a vontade do bebê (se ele não quiser fazer algum tipo de movimento, pule para o outro, e se ele quiser encerrar a massagem na metade tudo bem… Faça mais na próxima vez);
  • Não faça massagem se o bebê estiver doente;
  • Faça massagem em um ambiente agradável, sem barulho, e com uma temperatura boa, já que o bebê vai ficar peladinho e não pode passar frio;
  • Durante a massagem aproveite pra olhar nos olhos, conversar e cantar suavemente, sempre auxiliando no relaxamento do bebê;
  • Faça a massagem antes do banho (eu sigo essa rotina: massagem, banho, mamada e soninho… Depois do banho o bebê quer se vestir logo e dormir, e ele geralmente fica estressado se a gente demora pra fazer isso);
  • Não faça massagem se o bebê estiver com fome, ou se ele acabou de mamar, e também nunca o acorde para isso;
  • Procure uma posição confortável para você e para o bebê;
  • Utilize uma toalha limpa para deitar o bebê;
  • Aqueça as mãos antes de tocar no bebê;

Minha experiência: Fui usar óleo na Alice para fazer a massagem (mesmo usando pouquinho e lavando depois) ela ficou com alergia, experimentei duas marcas e não teve jeito! Então segui os conselhos da pediatra (usar hidratante e óleo após os 6 meses), mas não parei de fazer a massagem, pois não queria perder esse “nosso momento tão especial”, fui fazendo “a seco” mesmo, porém com muiiita suavidade pra não machucar e muiiito Amor 🙂

Aqui está o “nosso momento” registrado pra vocês (é só clicar no link abaixo):

https://www.facebook.com/photo.php?v=527921087244830&l=8892017919318574532

Não reparem na qualidade da filmagem… Foi feita pelo celular, rs 🙂 . Há, outra coisinha, como era pra filmar ficou um pouco corrido…. Eu faço a massagem com mais calma, sempre cantando pra ela a mesma música (a nossa música: “Como é grande o meu amor por você”).

É maravilhoso ser mãe e cuidar de nossos bebês! Não tem presente maior! Eu super recomendo  pra vocês um BLOG de uma amiga minha (Renata Brião Maragno), ela é um amor de pessoa, super simpática e o Blog dela é sensacional com várias dicas para as mamães e seus bebês, então não percam tempo e acessem (é só clicar na palavra abaixo) :

Mamãe Mulher 

Um excelente sábado pra todos com muiiiito amor 🙂 

Bjinhooo, Tati 😉